Serviço de Estrangeiros e Fronteiras

Português
Português

SEF detém dois cidadãos estrangeiros com documentos falsificados

​ O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, ontem, no Aeroporto do Porto, dois cidadãos estrangeiros que tentavam embarcar num voo com destino a Manchester, Reino Unido, por apresentarem cartões de identidade italiano com fortes indícios de falsificação.

Os inspetores detetaram, ainda, na posse de um dos cidadãos, outros dois documentos de identidade italiano contrafeitos.

Depois de confrontados com os indícios de falsificação, os detidos acabaram por exibir os passaportes, tendo sido confirmada a sua verdadeira nacionalidade.

Presentes no Tribunal Judicial da Maia, foi-lhes decretada como medida de coação a condução ao Centro de Instalação Temporária para efeitos de afastamento do território nacional, tendo o SEF dado cumprimento aos respetivos mandados judiciais.

No Aeroporto de Lisboa, o SEF detetou seis indicações cautelares: uma de menor desaparecido, outra de interdição de entrada na área Schengen, uma outra de pedido de paradeiro judicial e quatro com falsos 'hits' de documento.

A indicação de menor desaparecido havia sido introduzida pelas autoridades francesas. O menor deslocava-se para o Canadá, onde estuda, tendo apresentado documentação comprovativa da sua emancipação. Após contacto do SEF com as autoridades francesas, via Gabinete Nacional SIRENE, o menor foi autorizado a viajar.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras controlou, ontem, nas fronteiras externas um total de 33.219 pessoas.

Política de privacidade e cookies