English English | Página Inicial | Mapa do Site | Links SEF | Menu de Páginas | Agenda | Pesquisar

Notícias


12 setembro 2017
Nota à Comunicação Social - Operação policial internacional realizada na Alemanha e em Portugal
O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) participou hoje numa operação policial internacional (Operation Lissabon), realizada com o apoio da Europol, que decorreu em simultâneo, na Alemanha e em Portugal, e que levou ao desmantelamento de uma rede de casamentos de conveniência. Foram executadas cerca de 50 buscas e detidos 5 suspeitos, estando ainda a decorrer diligências.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) participou hoje numa operação policial internacional (Operation Lissabon), realizada com o apoio da Europol, que decorreu em simultâneo, na Alemanha e em Portugal, e que levou ao desmantelamento de uma rede de casamentos de conveniência. Foram executadas cerca de 50 buscas e detidos 5 suspeitos, estando ainda a decorrer diligências.

A investigação, liderada pela Policial Federal Alemã e Departamento de Investigações Criminais de Berlim, contou com a estreita colaboração do SEF.

Esta investigação que teve início em outubro de 2016 com base em suspeitas de auxílio à imigração ilegal através de casamentos de conveniência e falsificação de documentos. Permitiu identificar uma rede organizada, de origem nigeriana, que operava na Alemanha, na Nigéria e em Portugal e estava envolvida na organização de supostos casamentos de conveniência entre cidadãos estrangeiros em situação ilegal na União Europeia e cidadãos comunitários, maioritariamente portugueses. Com recurso a falsificação de documentos a rede forjava registos de casamento e outra documentação tendo em vista contornar o sistema de concessão de autorizações de residência e de asilo.

Em Portugal a rede recrutava potenciais nubentes que transportava para a Alemanha a fim de simular as supostas relações matrimoniais a troco de dinheiro.

No decurso das buscas realizadas na Alemanha e em Portugal foram apreendidos passaportes, certidões de casamento, meios informáticos e telemóveis e outra documentação relacionada com os crimes em investigação, bem como centenas de milhares de euros em dinheiro. Em Portugal, foram ainda constituídos 4 arguidos e realizados interrogatórios de arguido.

Foram emitidos 7 mandados de detenção europeus.

O Migrant Smuggling Centre da Europol esteve envolvido na investigação desde o início, tendo providenciado apoio ao nível da análise e da coordenação da operação entre os países Europeus envolvidos. Durante o dia da operação a Europol colocou no terreno analistas (1 em Portugal e 1 na Alemanha) que deram apoio direto aos investigadores.




| SITE OPTIMIZADO IE 6.0 OU SUPERIOR PARA 800x600 | POWERED BY S.E.F-IT